6 ferramentas digitais para gestão de concessionárias

Sem tempo? Veja 6 ferramentas que facilitam a gestão de concessionárias

Você já deve ter percebido que viver na chamada Era da Informação — iniciada com a chegada da world wide web, que fez 30 anos em 2019 — é ser bombardeado por dados o tempo todo. E isso é ainda mais impactante quando pensamos na geração de dados relacionados ao gerenciamento de uma empresa.

A gestão de concessionárias exige bastante dedicação, o que é um verdadeiro desafio para os diretores que têm um tempo limitado. Metas a bater, monitoramento do time, estratégias de marketing — tudo precisa ser acompanhado continuamente.

E como a internet trouxe diversas formas de interação com o consumidor — chats, landing pages, anúncios, portais de classificados, o próprio telefone — as oportunidades de fazer negócio cresceram. Isso também passou a exigir a análise permanente dos resultados desses canais, de forma a gerar novas ideias que possam melhorar o atendimento e a experiência do usuário.

Mas com certeza você já deve ter se pegado em um dia muito ruim pensando que é impossível gerenciar todos os canais e oportunidades de uma vez. Afinal, com tantas planilhas, softwares e plataformas surgindo a cada dia, como identificar o que realmente deve ser acompanhado?

E, além disso, olhando para esse volume absurdo de dados, como identificar quais deles realmente podem gerar insights para seu negócio?

Neste post, você vai descobrir como e porque adotar ferramentas digitais na gestão de concessionárias. Como bônus, você vai conhecer algumas dessas ferramentas!

Por que adotar ferramentas digitais na gestão de concessionárias?

Na gestão de uma empresa é importantíssimo ter os dados sempre à vista. Até porque, como diz uma frase muito conhecida dos profissionais de marketing, mas dita pelo matemático britânico Lord Willian Kelvin:

O que não está definido não pode ser medido. O que não é medido, não pode ser melhorado. O que não é melhorado, sempre degrada.”

Considerando que o objetivo da gestão é fazer com que a organização atinja seus objetivos com os recursos que possui, a citação do Lord Kelvin faz todo sentido. Afinal, os dados é que vão indicar o que está dando certo e o que não está.

Uma boa gestão influencia diretamente nos resultados financeiros. Uma pesquisa do Sebrae Santa Catarina mostrou, por exemplo, que 55% das empresas pesquisadas registraram aumento ou estabilização das vendas apenas com algumas ações de gestão, como inovar em produtos ou serviços.

Um dos elementos da inovação, principalmente em setores tradicionais, como o automotivo, está em encontrar parcerias que ajudem a melhorar o desempenho da empresa. É aí que surgem as ferramentas digitais.

Geralmente desenvolvidas por empresas de Software como Serviço (SaaS), as ferramentas digitais são aplicativos, plataformas ou serviços em nuvem que ajudam a:

 Gerenciar grande volume de dados;

Gerar insights a partir de dados;

Melhorar o atendimento e a experiência do usuário;

Otimizar os esforços das equipes de marketing e vendas.

Como escolher as ferramentas certas?

Diante desse cenário, uma concessionária que realmente queira utilizar a internet como braço na geração de negócios não pode ignorar a análise de dados.

Na AutoForce, entendemos que o conhecimento e o controle dessas informações é vital para definir os rumos do negócio.

Por isso, consideramos que existem pelos menos 3 critérios a serem levados em conta na hora de escolher uma ferramenta digital: autonomia, integração e dados.

1Autonomia: uma ferramenta digital deve permitir que a própria concessionária a utilize, sem a dependência de terceiros.

2Integração: uma ferramenta digital deve permitir a integração com outras plataformas que a concessionária já utilize.

3Dados: uma ferramenta digital precisa entregar dados relevantes em um dashboard, para que a concessionária extraia insights rapidamente.

Esses critérios ajudam a evitar um problema comum nas organizações, que é justamente o mau uso das novas tecnologias.

O excesso, a desorganização e, principalmente, a falta de integração acabam gerando custos operacionais para as concessionárias.

Quais ferramentas uma concessionária não pode deixar de usar?

Essas são apenas algumas recomendações sobre quais critérios adotar na hora de escolher um fornecedor. No entanto, ainda precisamos pensar em uma coisa: quais são as ferramentas que uma concessionária não pode deixar de usar?

Separamos as 6 ferramentas digitais que, para nós, são essenciais para a gestão on-line:

1Gerenciador de Conteúdo (CMS): permite que a concessionária tenha controle do conteúdo dos seus sites, landing pages e portais. Essas plataformas costumam facilitar bastante a vida do profissional das concessionárias, pois permitem a atualização de ofertas, uso de banners e vídeos, criação de formulários, integração com outras ferramentas e ainda oferece relatórios sobre os usuários. Neste outro post, explicamos melhor porque um CMS é tão importante para concessionárias.

2Rastreador de ligações: permitem o controle da concessionária sobre a performance de canais on-line e off-line. Plataformas de rastreamento mais completas, como a do Phonetrack, oferecem relatórios completos sobre quais canais (como mídias sociais, site, anúncios em classificados) estão gerando mais leads, e ainda oferecem a gravação das chamadas. Saiba mais aqui.

3Integrador: são ferramentas que permitem o gerenciamento do estoque da concessionária para distribuição, em tempo real, das ofertas nos sites de classificados on-line, como Webmotors e OLX, por exemplo. Assim, o estoque que está no seu site é replicado para os outros portais.

4Chat on-line: os chats on-line permitem que as concessionárias interajam de forma pró-ativa com os usuários que navegam nos sites ou landing pages, criando um relacionamento com o cliente que pode se converter em venda.

5CRM: Customer Relationship Management é, na verdade, um termo que define a gestão de relacionamento com atuais e potenciais clientes. Os sistemas de CRM gerenciam todas as informações desse relacionamento, como dados pessoais, pontos de contato da concessionária com o cliente. Os modelos mais avançados geram relatórios, permitem o controle de oportunidades que surgem e automatizam processos, como o de envio de e-mails.

6DMS: o Dealer Management System é uma ferramenta profissional para gestão de concessionárias, que permite o controle sobre processos do dia, como compra e venda de veículos e peças, serviços, gestão de custos, garantias, financeira, fiscal e contábil. Não é voltado exclusivamente para as vendas on-line, mas é essencial para a gestão de concessionárias.

A internet oferece muitas oportunidade de vendas, mas a quantidade e velocidade das informações também exige resposta imediata. Por isso, investir no uso de ferramentas digitais na gestão de concessionárias é essencial para garantir que você não está deixando passar nenhum negócio. Não deixe de adotá-las!

 

Guest post escrito por Nadjara Martins, do Blog da AutoForce.

Novo ebook

Vamos gerar mais leads telefônicos?

Baixe o material

Comentários

Atendimento e vendas PhoneTrack

Entre em contato com nossa equipe e saiba mais sobre nossas soluções.

0800 878 3246

São Paulo

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3729, 5º andar
Itaim Bibi, 04538-133

11 3508-8004

Curitiba

Av. Candido de Abreu, 427, sala 1607
Centro Cívico, 80530-903

41 4042-6004

Rio de Janeiro

Rua Prof. Castilhos, 431, 7º andar
Campo Grande, 23045-060

21 3500-6962